A “temporada de baleias” no Brasil vai de julho a novembro, que é o período de reprodução desses animais. Os turistas que vão em busca dessa diversão estão praticando o turismo de natureza, que é a prática de turismo que mais cresce no mundo.

O principal local do Brasil (e terceiro no mundo) para a observação das baleias é no Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, cujo período de visitação acontece de julho a novembro quando é possível ver as baleias. Famosas por seus malabarismos aquáticos, as Jubartes dão saltos espetaculares e fazem belos movimentos de cauda. Elas conseguem elevar o corpão de até 16 metros para fora da água, mostrando as longas barbatanas. Também gostam de se aproximar dos barcos e nadar ao seu redor. As Jubartes também são vistas no sul da Bahia, que inclui as cidades como Prado e Cumuruxatiba. Várias empresas realizam passeios para avistar as Jubartes no litoral da Bahia.

Em Santa Catarina, existe a área de Proteção Ambiental de baleias FRANCAS, que abrange aproximadamente 130 km e envolve nove municípios catarinenses: Florianópolis, Palhoça, Paulo Lopes, Garopaba, Imbituba, laguna, Jaguaruna, Tubarão e Içara. No litoral Sul de Santa Catarina o turismo em barcos está suspenso desde 2012, por meio de uma liminar judicial, e a questão vem sendo discutida. Porém, na beira da praia e nos inúmeros costões de pedras que margeiam algumas praias do litoral catarinense, é possível ver as baleias bem de perto. Pelo menos 100 baleias devem chegar ao litoral sul nesta temporada e a população de baleias tem aumentado em média 12% ao ano.




Para avistar as baleias, leve binóculos, nem sempre elas vão estar perto o suficiente pra você curtir o visual.

Dicas apresentadas nesse post:

  1. Para ver baleias vá na temporada, que ocorre entre julho e novembro
  2. Utilize Binóculos

Locais citados nesse post:

  1. Bahia
  2. Abrolhos
  3. Litoral de Santa Catarina

Atividades citadas nesse post:

  1. Passeio para ver baleias

 

É isso aí galera, caso o para quem tem vontade de ver baleias, espero ter ajudado. Quem tiver experiências para compartilhar, é só comentar.

Caso tenham alguma dúvida ou curiosidade é só perguntar.

Abração

Thiago Gênova

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *