Olá pessoal, esse post é dedicado para quem curte um friozinho. Vamos falar da nossa experiência na serra gaúcha, mais especificamente das cidades de Gramado e Canela.

Nossa viagem para a Serra Gaúcha ocorreu no finalzinho do outono, e já estava bastante frio. Vale lembrar que é uma época muito boa para ir, pois os preços ainda não são os mais altos.

Pegamos um voo de São Paulo para Porto alegre e lá alugamos um carro e pegamos a estrada para a serra, a viagem é rápida, cerca de 1:30h e a estrada é muito boa.

Em relação à hospedagem, nós preferimos ficar em Canela, pois os preços eram mais em conta do que em Gramado, e a necessidade de mobilidade (ter que usar o carro) e a distância entre as atrações eram as mesmas.

Fotos da Serra Gaúcha!!!

Nos hospedamos na Pousada Villa Fioritá, que é um excelente estabelecimento. Devemos destacar o ótimo atendimento, além disso tem uma estrutura confortável e bonita. O café da manhã era bem completo e de qualidade. E o mais importante de tudo, para quem vai curtir o frio, a calefação.

Para quem for visitar as cidades, sugerimos que se possível, façam a viagem de carro, no caso nos alugamos, pois há muito o que se fazer na região e as coisas são um tanto quanto distantes. Vale ressaltar que na nossa pousada tínhamos estacionamento disponível, isso é importante de ser verificado ao reservar a hospedagem.

Saímos de São Paulo numa quinta-feira bem cedinho e após o voo e a estrada no Rio Grande do Sul, chegamos em Gramado um pouco depois do meio dia. O primeiro ponto a se destacar é o famoso portal da cidade, que é a primeira confirmação que você está em Gramado.

Fomos direto para pousada para deixar as malas e já saímos para ir almoçar. Como já se passava das 3h da tarde, muitos restaurantes já estavam fechados, e comemos em um restaurante por quilo no centro de Canela, comida normal, nada que mereça destaque, porém o suco de uva integral era muito bom.

Após o almoço andamos um pouco pelas lojinhas de artesanato no próprio centro de Canela onde compramos algumas coisinhas e andamos até a famosa e imponente catedral de pedra, lá tiramos algumas fotos.

Depois disso fomos até o centro de informações turísticas de Canela, onde fomos bombardeados de informações, e tivemos uma noção melhor das possíveis atrações que tem na cidade, é muita coisa, então pegamos os folders e fomos para o centro de Gramado.

Andamos um pouco pelo centro de Gramado, que é muito mais agitado que o de Canela, passamos pela catedral de Gramado, muito bonita, ao lado da igreja fica a fonte do amor eterno, onde a galera costuma jogar moedinhas e prender cadeados. Também passamos no local onde ocorre o famoso festival de cinema de Gramado

Em Gramado também fomos ao centro de informações turísticas e pagamos os folders das atrações da cidade, de lá fomos para o hotel e começamos a escolher os pontos que íamos visitar.





Como já estava no fim do dia e estávamos cansados da viagem nosso último passeio do dia foi o jantar, fomos em uma pizzaria em Canela, que consideramos ser um dos melhores pontos da viagem, comemos uma Pizza na pedra, sensacional. A pizzaria se chama “The Petit Pizza na Pedra”, recomendadíssima.

No segundo dia acordamos cedo e fomos até a Flâmmi Mundo da Vela, que é uma loja de artesanatos em vela, uma arte incrível. Lá compramos umas coisinhas e de lá fomos ao Barroco Atelier, que é um artesão que faz um trabalho com vidro soprado, uma linda arte, lá também compramos umas coisinhas.

Depois das compras fomos comer, fomos até o castelinho do chá, que fica na estrada do caracol, lá tomamos um delicioso chá de maçã, acompanhada do famoso e também delicioso strudel de maçã com nata. Além das delicias o local é muito bonito, dá para tirar lindas fotos, também tem um pequeno parque no local, com vegetação e lagos.

De lá fomos para o centro de gramado almoçar, comemos em um dos restaurantes da franquia Caracol, que fica na famosa Rua Coberta, pedimos lanche, o atendimento é demorado e a comida é boa. Mas para comer tanto em Gramado quanto em Canela, recomendo restaurantes menos famosos, pois encontramos maior qualidade e melhor atendimento.

Depois do almoço fomos fazer compras, há muita coisa legal e diferente para comprar, e o valor é muito variável, tem muita coisa que vale a pena e outras nem tanto. Há muitas lojas legais de souvenires.

Após as compras, esperamos anoitecer e fomos comer o famoso e imperdível rodizio de fondues.

Mas já adianto, não levem em consideração o valor do cardápio de fora, ou dos vendedores das ruas, eles negociam e abaixam até quase pela metade o valor do rodizio, negociem.

O fondue é sensacional, no rodizio está incluso 3 opões, carne, queijo e chocolate. Por favor, PIREM e esqueça qualquer dieta, vale a pena cada caloria!

E assim acabou nosso segundo dia, já no terceiro dia fomos visitar o tal do Pinheiro Grosso (esses gaúchos, rs….), que é a maior  mais antiga araucária do mundo. Passeio sem muitas emoções, mas vale a visita pelo título mundial.

De lá fomos em outro passeio mais voltado para o ecoturismo, que é o bondinho aéreo do parque da serra, onde é possível ter uma linda vista da catarata do caracol, é muito lindo, mas s filas são chatinhas, mas nada que seja insuportável.

Saindo de lá fomos almoçar uma sopa no pão em Canela, recomendadíssimo, excelente experiência gastronômica.

Na parte da tarde fomos ao lago negro, um lugar bem movimentado no fim de tarde, muito bonito também, vale a pena conferir. Depois andamos por mais algumas lojas para fazer mais compras, ahhh mulheresss.

Depois fomos jantar, mais uma vez comemos na Rua Coberta, dessa vez fomos em um restaurante de massas e pedimos também um vinho, para fechar a última noite em grande estilo.

Depois de encher a pança fomos para Canela, demos uma volta pela cidade e paramos para fechar a noite e a viagem com um delicioso (e carinho) chocolate quente do Caracol Chocolates, mas vale muito a pena. Um copinho de 200 ml com chantili fica uns R$15,00, mas vale.

No dia seguinte foi só arrumar as malas e pegar a estrada de volta para Porto Alegre.

Como vocês puderam ver, nossa viagem foi muito mais gastronômica do que qualquer outra coisa. Na região há muitos parque e atrações temáticas, mas esses não fazem muito o nosso estilo, mas para quem curte, deem uma pesquisada sobre o Mundo Vapor, Dreamland, Snowland, Supercarros entre outros.

Outro ponto que vale ressaltar é que não só de inverno vive a serra gaúcha, o natal luz em Gramado é muito famoso e pelo que dizem, muito bonito!

Dicas apresentadas nesse post:

  1. Ir antes da chegada oficial do inverno
  2. Alugar um carro
  3. Negociar o fondue

 

Locais citados nesse post:

  1. Catedral de Pedra
  2. Pinheiro Grosso
  3. Bondinho aéreo parque da serra
  4. Museu do Chá
  5. Rua Coberta
  6. Flâmmi Mundo da Vela’
  7. Barroco Atelier

 

Atividades citadas nesse post:

  1. Jantar na The Petit Pizza na Pedra
  2. Comer sopa no pão
  3. Comer o rodizio de foundue
  4. Comer strudel co cha de maçã
  5. Comer o chocolate quente do Caracol chocolates (com chantili).

 

 

É isso aí galera, caso o seu próximo destino seja a Serra Gaúcha, espero ter ajudado, caso esteja procurando um destino, eu recomendo. Quem já foi para lá e tiver experiências para compartilhar, é só comentar.

Caso tenham alguma dúvida ou curiosidade é só perguntar.

Abração

Thiago Gênova

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *